sexta-feira, 20 de abril de 2012

SE EU PUDESSE DIZER...






imagem google

SE EU PUDESSE DIZER




Fugir de uma prisão...
Como, se a prisão é a própria vida?
Quando a esperança esvanece, morre, o que esperar?
Tentativas...
Feitas num decurso tão longo, não tem mais o que esperar.
Os sonhos  já morreram há muito!
O cansaço atinge todos os ossos e abate a alma.
Esta, quer  fugir, por não mais aguentar tanta opressão e desdita.
Sempre cri  em Anjos e Fadas, mas agora... não consigo.
Deve ser a dor intensa, a tristeza imensa, sei  lá.
Há muito preciso ir para longe de tudo e de todos e me reencontrar...
Há muito me perdi de mim!
Conhecimento não é sabedoria!
Me pergunto: por quê?
Por que tem que ser assim?
Este sentimento de impotência e fraqueza...
Não sei até quando aguentarei.

Kira, Penha Gonçales 
 

Creative Commons License
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Sentimentos... lirismos, verdades da Alma e coração.

ESCRITOR, PARABÉNS PELO SEU DIA!

foto de Penha ESCRITOR, PARABÉNS PELO SEU DIA! Me levas a viagens desconhecidas Traz conhecimento para minha vida Na lua já estive N...